Home | POLÍCIA | Mototaxista mata estudante de medicina e enterra corpo no quintal da casa

Mototaxista mata estudante de medicina e enterra corpo no quintal da casa

Antes de ser morta, vítima enviou mensagens para uma amiga afirmando que estava com medo do homem

Gabriela Marcia dos Santos Meirelles, de 20 anos, foi morta com um tiro na cabeça na madrugada deste sábado (10), em Araguari. Após o crime, Jose Hamilton de Jesus, de 43 anos, enterrou o corpo dela no quintal da casa que estavam, no Bairro Vieno. Ao ser encontrado, o homem trocou tiros com a Polícia Militar (PM) e foi atingido por um disparo. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Mototaxista mata estudante de medicina e enterra corpo no quintal da casa

De acordo com informações apuradas pela reportagem da TV Integração com a PM, a jovem, natural de São José dos Campos, cursava medicina no Uruguai e chegou a Uberlândia em março para juntar dinheiro. Ela e o homem haviam se encontrado em outras duas oportunidades. Nesta sexta-feira (9), ele a buscou e a levou para Araguari.

Antes de ser morta, a vítima enviou mensagens para uma amiga dizendo que estava com medo do autor, que contava a história de um homem que havia matado uma garota de programa. Ela chegou a compartilhar a localização dos dois e pediu à amiga que falasse com ela de uma em uma hora para saber como as coisas estavam.

Mototaxista mata estudante de medicina e enterra corpo no quintal da casa

Pouco depois da meia-noite, a jovem enviou a última mensagem, afirmando que tentaria dormir e que por volta das 7h entraria em contato para ir embora. No entanto, o pedido não foi feito.

Segundo a PM, os vizinhos da casa afirmaram terem ouvido um barulho, que possivelmente tenha sido de disparo. Na residência, foram encontradas uma enxada e uma pá sujas de terra. O corpo foi encontrado enterrado próximo ao canil no início da tarde.

Mototaxista mata estudante de medicina e enterra corpo no quintal da casa

A partir das investigações, o mototaxista foi localizado em uma casa no Bairro São Sebastião enquanto se preparava para fugir. Ele chegou a atirar contra os militares e foi atingido por um tiro, foi socorrido, mas não resistiu e morreu.

Com ele, a PM encontrou dois revólveres, 38 unidades de munição e canivetes. Também foram encontrados quase R$ 7 mil em espécie.

Ainda de acordo com a polícia, o autor cumpriu 12 anos de prisão pelo homicídio da esposa, em 2006, também em Araguari. À época, ele enterrou o corpo da vítima debaixo da cama do casal.

Por: Aloísio Coutinho | Fonte: G1

Comentários

Sobre Aloísio Coutinho