Home | ESPORTES | PSG vence Bayern na ida das quartas de final da Champions

PSG vence Bayern na ida das quartas de final da Champions

Duas assistências de Neymar, dois gols de Kylian Mbappé e algumas defesas de alto nível de Keylor Navas permitiram ao Paris Saint-Germain vencer por 3 a 2 o atual campeão Bayern de Munique, nesta quarta-feira, 7, no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões entre os dois últimos finalistas.

Em Munique, sob uma nevasca surpreendente em abril, a partida teve um ritmo alucinante. O Bayern de Munique implantou o roteiro habitual: domínio, contundência e ataque, cenário ao qual o PSG soube se adaptar com perfeição, aplicado na defesa apesar das suas deficiências e letal no contra-ataque.

Marquinhos: gol e lesão

O PSG abriu uma vantagem de 2 a 0 por meio de Mbappé, logo aos 3 minutos, e Marquinhos (28). O Bayern reagiu e conseguiu empatar com gols do ex-parisiense Eric Choupo-Mouting (37) e de Thomas Muller no segundo tempo (60). Mas Mbappé voltou a aparecer para marcar o gol da vitória aos 68 minutos.

Apesar do cerco inicial do time bávaro, o PSG encontrou uma brecha em um contra-ataque liderado por Neymar, que tocou com sutileza para Mbappé finalizar com força sobre o corpo de Manuel Neuer, que não conseguiu defender.

Os milagres de Keylor Navas permitiram ao PSG sair vivo deste jogo de ida, com o Bayern de Munique chutando a gol 10 vezes em 20 minutos (31 no total durante o jogo).

O goleiro tricampeão da Liga dos Campeões com o Real Madrid (2016-17-18) voou para defender um chute de Leon Goretzka aos 19 minutos, em seguida, afastou uma bomba de primeira de Benjamin Pavard.

E então o improvável aconteceu. Após um escanteio, a defesa do Bayern de Munique esqueceu Marquinhos, que Neymar viu livre. Ele dominou e marcou com classe de atacante.

Logo em seguida, o capitão do PSG teve de deixar o campo, lesionado. Ele foi substituído pelo espanhol Ander Herrera.

Já desorientada, a defesa parisiense sentiu falta do líder brasileiro. As coisas pioraram quando Choupo-Mouting, até a temporada passada no PSG e substituto regular de Lewandowski, finalizou da altura da marca de pênalti diminuindo a vantagem do PSG.

Aos 15 do segundo tempo Müller deixou tudo igual, novamente após uma excelente bola de Joshua Kimmich.

Depois de empatar, o Bayern de Munique continuou dominando o jogo, mas parou de chegar à área de Navas com tanta frequência.

O PSG, traiçoeiro, deixou o adversário jogar, mas assim que teve uma chance não falhou.

Parceria Neymar-Mbappé volta a brilhar

Mais uma vez Neymar encontrou Mbappé, que manteve suas grandes atuações desde que a Champions entrou na hora da verdade. Após marcar quatro gols nos duelos com o Barcelona nas oitavas (4-1 e 1-1), desta vez fez uma dobradinha em plena Allianz Arena.

O garoto prodígio do futebol frances recebeu com espaço, teve sangue frio para encontrar uma brecha na marcação de Jerome Boateng e soltou a bomba diante de Neuer.

Mais uma vez em desvantagem, o Bayern tentou reagir de novo e defender a invencibilidade de duas temporadas na Liga dos Campeões. Choupo-Mouting poderia ter marcado seu segundo, aproveitando um espaço na defesa do PSG. Depois de finalizar com o calcanhar, chutou completamente sozinho, mas o chute saiu cruzado demais (70).

O jogo de volta será disputado no Parque dos Príncipes na próxima terça-feira. A vingança da última final está nas mãos do PSG.

Por: Aloísio Coutinho | Fonte: A Tarde

Comentários

Sobre Aloísio Coutinho